Laje nervurada , você precisa conhecer!

Você acha que a utilização da técnica de Laje Nervurada é nova?? Engana-se, pois apesar de os fatos históricos serem imprecisos, sabe-se que em 1854, William Boutland Wilkinson patenteou um sistema em concreto armado de pequenas vigas regularmente espaçadas, onde os vazios entre as nervuras foram obtidos pela colocação de moldes de gesso, sendo uma fina capa de concreto executada como plano de piso,dando portanto início definitivo ao uso deste técnica.



Mas o que são Lajes Nervuradas?

Uma laje nervurada é constituída por um conjunto de vigas que se cruzam, solidarizadas pela mesa. Esse elemento estrutural tem comportamento intermediário entre o de laje maciça e o de grelha.Segundo a NBR 6118:2003, lajes nervuradas são “lajes moldadas no local ou com nervuras pré-moldadas, cuja zona de tração é constituída por nervuras entre as quais pode ser colocado material inerte.”

Tipos de lajes nervuradas:

Moldadas no local ou com molduras pré-fabricadas;
Mesa única ou caixão perdido;
Com ou sem capitéis e/ou vigas-faixa.

Dispostas em grandes ou pequenos vãos, em residências ou edifícios, as lajes nervuradas proporcionam economia às construções. Esse sistema utiliza pouco concreto no fundo da laje – que abraça a armadura localizada nas nervuras.

É até comum notar, por debaixo dessas lajes, espaços vazios que eram ocupados, durante a concretagem, por moldes plásticos com formas curvas — também conhecidos como cubetas. Na maioria dos casos, são moldadas in loco com fôrmas. Mas também podem apropriar-se de vigotas pré-moldadas de concreto comum ou protendido que dispensam o uso de fôrmas. Nesse caso, após a concretagem, as vigotas assumem o papel das nervuras.

Comparação entre laje nervurada e laje maciça Fonte: http://www.atex.com.br/pt/formas/laje-nervurada/

Esta tecnologia construtiva chega a reduzir o consumo de aço e concreto em até 30%, diminuindo também o peso total da estrutura.

As lajes nervuradas de concreto podem ser obtidas por meio da utilização de cubetas plásticas, blocos de isopor, blocos cerâmicos ou blocos de concreto leve e podem ser empregadas em qualquer tipo de obra, desde edificações térreas até as de vários pavimentos.

De maneira geral as lajes nervuradas possuem um bom desempenho acústico e térmico e não deixam a desejar em relação às lajes maciças. Em relação ao desempenho térmico passam a ser condicionantes as questões relativas à resistência ao fogo que, por sua vez, pode conduzir a dimensões mais onerosas do que as normalmente necessárias em situações convencionais.

Grandes Vãos

Lajes maciças demandam grande consumo de concreto e, consequentemente, peso próprio elevado. Já as lajes nervuradas, mesmo com alturas maiores, são mais leves que as convencionais, reduzindo os esforços nas vigas, pilares e fundações. Resumidamente, para grandes vãos, o emprego das lajes nervuradas é mais indicado.

Grande vão utilizando Laje Nervurada Fonte:http://www.atex.com.br/pt/formas/laje-nervurada/

Como o consumo de aço e concreto das nervuradas é menor do que o das maciças, quanto maior o vão, mais econômico sairá o projeto.

A laje nervurada foi a escolhida para a execução de um dos nossos projetos arquitetônicos aqui em Caxias do Sul em uma obra comercial de reforma de edificação que necessitava de grandes vãos com poucos pilares dispostos pelo ambiente. Dá uma olhada nas fotos!

Laje Nervurada – Obra Caxias do Sul Fonte: Arquivo Pessoal
Laje Nervurada – Obra Caxias do Sul Fonte: Arquivo Pessoal

 Fontes:

https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/laje-nervurada-e-solucao-agil-e-economica_8593_10_0

https://www.aecweb.com.br/cont/m/rev/lajes-nervuradas-garantem-economia-a-construcao_11026_0_1

LAJES MACIÇAS DE CONCRETO ARMADO

Construímos seus sonhos, sustentamos seu futuro.

Daniela Manosso Bampi é arquiteta LEED GA. Graduada pela Universidade de Caxias do Sul e Pós Graduada em Construção Sustentável pelo INBEC.

Siga nossas redes sociais! 🙂
error

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *